Orai sem cessar.

1Ts 5:17

   Caro leitor, a vida do Apóstolo Paulo em todo seu ministério, sempre foi regada por muita oração. Ele sabia da importância dela e não é a toa que ele escreve estas três palavrinhas, sendo que a primeira é uma palavra de ordem: Orai. Podemos entender a oração como a respiração do nosso espírito, assim como o nosso corpo físico respira por meio dos pulmões em “todo” momento, nosso espírito também precisa respirar em “todo” momento, mas o ar neste caso tem outro nome: oração. O que aconteceria, por exemplo, se você parasse de respirar? Claro que morreria. Pois é, o nosso espírito sem constante oração vai perdendo a cor, vais se esfriando, vai morrendo.

   Quantas vezes você ora por dia? Na ora do almoço? (Senhor Jesus obrigado pela comida, amém.). Na hora de dormir? (Senhor Jesus…. e acorda no outro dia.).

   Pare! Não é este tipo de oração que Deus espera de você, Ele não quer algo automático, orar por orar. Em primeiro lugar, é necessário crer que Deus está presente enquanto você ora, é necessário ter fé que ele é poderoso para suprir suas necessidades. Mas além de crer que Deus está presente, Ele quer que você se derrame na sua presença. Conte a ele os seus anseios, os seus desejos, as suas dificuldades. Ainda que Ele saiba (e Ele sabe tudo), Ele quer ouvir da sua boca o que você sente. Nós precisamos ter um relacionamento cada vez maior com Deus, buscar intimidade com o Senhor e a oração é o maior passo para que isso aconteça.

   ORE, ORE e ORE.

   Está tudo bem? Ore.

   Está tudo péssimo? Ore.

   Não tem vontade de orar? Ore. Peça a Deus vontade de orar.

   Viva uma verdadeira vida de oração e você verá o quão fortalecido ficará o seu espírito.

   Louvado seja o Senhor e que sua graça esteja com você. Amém.

A culpa é do tempo!

Em uma cidade como São Paulo, as coisas são sempre muito agitadas. Vivemos em meio às correrias da vida e geralmente acordamos cedo e dormimos tarde. Para aqueles que se locomovem com veículos próprios enfrentam o trânsito. Para os que utilizam transporte público, além do trânsito ainda sofrem com a superlotação e outras preocupações. As pessoas trabalham demais e há as que também estudam.

Com uma vida assim, vivemos reclamando que nos falta tempo para realizar outras tarefas. Alguns até blasfemam ao dizer ou pensar que isso é porque Deus os parou de abençoar. Talvez Deus realmente tenha parado de os abençoar, mas porque eles tenham parado de o buscar. Mas outra vez, a culpa disso é do tempo.

Eu entendo perfeitamente que o tempo das pessoas é muito curto. Entendo que vivemos vidas agitadas. Que todo dia é uma nova correria. Eu só não consigo entender como ainda assim cresce a audiência dos programas de TV e das novelas? Como em meio a tanta correria as pessoas ainda consiguam “facebookar”? Como as pessoas que reclamam do tempo limitado encontram tempo para ir se divertir e não conseguem achar 1 minuto sequer para agradecer a Deus ao menos pela vida?

Agora o nome disso deixa de ser “falta de tempo” e passa a ser “prioridade”. Na pirâmide das prioridades Deus sempre fica em último lugar. É como se Deus não tivesse nada a ver com absolutamente nada, quando ele é quem rege absolutamente tudo. As pessoas são capazes de driblar o sono para não perder os capítulos da sua novela ou do seu programa predileto, mas não lembram de orar nem durante a propaganda. Não podem deixar de ver as atualizações do Facebook, mas a “atualização” espiritual fica sempre pra depois. 

Então você ainda reclama que Deus muitas vezes fica em silêncio, não te responde, não te abençoa? Ou será você quem está em silêncio, quem não clama, quem não o busca? Talvez seja a hora de rever as prioridades na sua agenda.

Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. (MT 6:33)

 

Lucas Ariel
Secretaria de Espiritualidade

E os jogos se aproximam…

A necessidade do esporte para o ser humano é evidente. Não podemos descartar a sua importância tanto para um bem estar físico como também mental. Devemos apenas analisar os tipos de esporte. Existem esportes de caráter bruto e perigoso. Segundo R. N. Champlin: existe algo de muito estranho no prazer daqueles que gostam de ver dois homens fortes infligindo danos físicos um sobre o outro.

Estamos nos aproximando dos Jogos FeUMP 2013, no calor da emoção podemos por vezes perder as estribeiras, insultar nosso irmão e nos ferir não só fisicamente, mas também emocionalmente e espiritualmente. Certa vez ouvi: uma faca ou uma tesoura, por exemplo, podem arrancar um dedo, furar  uma perna, mas as palavras tem o poder de rasgar a alma! Portanto tomemos cuidado primeiramente com o que proferimos ao nosso irmão!

  •  É importantíssimo que tenhamos na prática do esporte domínio próprio e disciplina.

Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível” (1Co 9:25)

“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.” (Gl 5:22-23).

  • Devemos exercitar o auto domínio e nos disciplinarmos desde já, pois no esporte existem regras e nós devemos seguir as normas.

“Igualmente, o atleta não é coroado se não lutar segundo as normas.” (2Tm 2:5)

 

  • Outro aspecto que devemos considerar, é que a prática do esporte deve estar provida de liberdade, ou seja, nem o praticante, nem o espectador, podem ser escravizados pelo esporte. Assim como quaisquer outros aspectos de nossas vidas, não podem nos escravizar a ponto de tirar a nossa atenção das outras coisas, principalmente das espirituais.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (1Co 6:12)

 

  • Enfim, fomos resgatados para fazer a diferença. Em um mundo com tanta violência, devemos nos mostrar pacíficos, devemos ser exemplo. Também não podemos nos esquecer que o nosso propósito e fim é glorificar a Deus e nos alegrar nele para sempre. Portanto, até mesmo ao praticar esportes, precisamos glorificar a Deus.

“Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.” (1 Co 6:20 e 1 Co 10:31)

 

Que Deus muito te abençoe.

Lucas Ariel
Secretaria de Espiritualidade